Piano Eletrônico

Piano Eletrônico 2.6

Transforme o PC numa orquestra completa

Comprar um piano sai muito caro. Por não falar no espação que ocupa em casa. O Piano Eletrônico é um substituto excelente para você tocar piano, bateria, violão e muitos outros instrumentos usando apenas o teclado do computador. E é grátis. Ler descrição completa

Bom
7

Comprar um piano sai muito caro. Por não falar no espação que ocupa em casa. O Piano Eletrônico é um substituto excelente para você tocar piano, bateria, violão e muitos outros instrumentos usando apenas o teclado do computador. E é grátis.

Desenvolvido no Brasil em código aberto, o programa é leve e muito fácil de usar até para usuários sem experiência musical. O aplicativo disponibiliza mais de cem instrumentos diferentes entre os quais piano, violino, órgão, trompete...

Acordes

A interface mostra a imagem de um teclado com as letras que devem ser apertadas para ativar o som. Na parte inferior, o Piano Eletrônico traz um mini-teclado para acordes. É possível personalizar os 12 tipos disponíveis para que toquem como uma nota única ou como três simultâneas.

Se quiser tocar dois instrumentos ao mesmo tempo, escolha quais e configure os canais de áudio. Abra bem os ouvidos, agilize os dedos e sinta-se com a eficiência de uma orquestra completa!

Piano Eletrônico

Download

Piano Eletrônico 2.6

— Opinião usuários — sobre Piano Eletrônico

  • Jorge Luiz Petini Lima

    por Jorge Luiz Petini Lima

    "Frustrado"

    Não consegui baixar. prometeu e não cumpriu. Não exlica com detalhes os requisitos parabaixar o programa. gostaria de en... Mais.

    escrito em 9 de janeiro de 2016

  • edson.diasmoraes.3

    por edson.diasmoraes.3

    "Muito bbom mesmo. Gostei."

    Sensacional este programa, tenho curtido bastante. Parabéns pela criação do mesmo. Mais.

    escrito em 25 de dezembro de 2014

  • musicalmah

    por musicalmah

    "ÓTIMO PROGRAMA!"

    Superou minhas expectativas, desde que meu teclado quebrou eu venho procurando um programa bom para substituir, esse pro... Mais.

    escrito em 28 de outubro de 2011